Todos os post de Guilherme Mendes

Escola Bike Anjo estará presente na 3ª edição do VemBrincarAquiFora

Tá precisando de uma ajudinha para dar as primeiras pedaladas na sua bike?

Chega mais, na 3ª edição do VemBrincarAquiFora teremos a presença da Escola Bike Anjo JF. Instrutores super bacanas que vão te dar uma mãozinha e te ajudar a sair pedalando por aí…

Se interessou ou conhece alguém?
Então envie mensagem para https://www.facebook.com/bikeanjojf/ e veja a disponibilidade de vagas.

É grátis!

Vem brincar com a gente, vem!

>Sábado, 25/03,
>de 10h às 12h
>na pracinha do Bom Pastor

Trabalho do MobiliCidade JF é destaque em O GLOBO

MBC em O GLOBO

“O assunto bicicleta está sendo tratado como meio de transporte e não como um modismo. 
Temos que avaliar as características locais e promover ações que realmente insiram a bicicleta nos modos habituais de deslocamento. 
O diálogo com o MobiliCidade JF está sendo de grande valia nesse aprendizado.” 

SETTRA – Secretária de Transporte e Trânsito de Juiz de Fora

http://oglobo.globo.com/rio/bairros/cresce-em-juiz-de-fora-cultura-ciclistica-ligada-mobilidade-16324856

DOMINGO É DO PEDAL

Neste domingo acontece mais uma edição do DOMINGO DO PEDAL, promovido pelo MobiliCidade e parceiros.

Domingo do Pedal

Vai rolar:
.Café do Ciclista
.EBA – Escola Bike Anjo (Aprendendo a pedalar)
.OBA – Oficina Bike Anjo (Como colar o pneu)
.MTB com a Equipe Kopa (Passeio por trilhas e estradas de terra)
.BICICLETADA (Passeio urbano por JF)

Será na praça do bairro Bom Pastor, de 8 às 12h e todas as atividades são gratuitas.

:: Não é preciso fazer inscrição prévia ::

:: Para participar da BICICLETADA ou do MTB é necessário utilizar todos os equipamentos de segurança e menores somente se acompanhado pelo responsável ::

 

APOIO

Via Uomini   Terrabike Emp. Castro              Ddx     mix

MobiliCidade JF e a Bicicletada no blog Rumo Certo

Aproveite o verão e venha pedalar com a gente:

“Pedalar pela cidade. Esse é o principal lema da Bicicletada, tradicional passeio ciclístico realizado há pelo menos dois anos, sempre na última sexta-feira de cada mês, pela ong Mobilicidade JF…” 

Que tal dar uma volta com essa galera, que vê nas bikes uma das principais alternativas para promover cidadania e resolver os problemas urbanos de trânsito?

Venha participar da Bicicletada de Verão

Venha participar da Bicicletada de Verão

http://blogrumocerto.blogspot.com.br/2014/01/bicicletada-de-verao-reune-ciclistas-na.html

“O Ciclista Capixaba” em Juiz de Fora

CONVITE:

Amanhã chega a Juiz de Fora, o cicloativista e blogueiro Rafael Darrouy.

Ele é de Vitória/ES e seu blog ” O Ciclista Capixaba” conta com mais de 50.000 visitas por mês.

Convidado pelo MobiliCidade JF, sairemos às ruas de bicicleta, captando imagens e documentando as situações do trafego, fazendo uma avaliação das condições atuais.

Convidamos todos os ciclistas a comparecerem na praça Jarbas de Lery (praça do Ciclista), amanhã, 23/08/13, às 9h da manhã.

http://parceiros.gazetaonline.com.br/ociclistacapixaba/

Sobre preconceitos e ciclistas

RESPOSTA À COLUNA DE SUELI ARANTES, DE 03/08/2013, DIÁRIO DA MANHÃ
 
 
 
 

Normalmente questões como sol e chuva são supervalorizados por pessoas que não tem o costume de andar de bicicleta. Em países do norte, por exemplo, a chuva é quase diária e constante, outras vezes o frio é próximo de zero, e apesar disso, a população utiliza bicicletas diariamente.

 O Brasil é hoje o quinto maior mercado consumidor de bicicletas no mundo, sendo 50% desta frota destinado a transporte (Abracico, 2007). Goiânia, por exemplo, já foi a capital nacional de uso de bicicletas, em função de sua topografia perfeita para a prática. De acordo com a divisão modal da CMTC (2006-2007), as bicicletas ainda representam cerca de 6% das viagens na cidade. O que ocorre é que o ciclista é, hoje, invisível: não estamos acostumados a percebê-los e eles estão confinados nos miolos dos bairros.

 Hoje, o trânsito é, de fato, violento contra o ciclista e, consequentemente, este é o maior fator que impede as pessoas de usar bicicletas. Por isso, uma infraestrutura cicloviária deverá reduzir riscos e a agressividade, dando abertura para muitos novos usuários. Desta forma, a cidade se torna mais democrática, e aberta para que cidadãos adotem novas práticas de sustentabilidade.

 Além disso, entende-se que um bom projeto de infraestrutura cicloviária deve prever paraciclos e percursos sombreados. Além disso, é fundamental que os destinos (empresas, escolas, instituições e terminais intermodais) possuam vestiários e bicicletários para dar apoio ao usuário. Por exemplo, no caso da UFG, já existe um vestiário destinado aos alunos, outro em construção e a previsão de construção de mais um. Ou seja, as soluções sustentáveis não são sempre as mais fáceis, mas, devem ser as que preferimos.

É preciso ter a percepção de que a cidade não é pensada apenas para a classe média ou ascendente. Muitos trabalhadores, como os da construção civil, estão acostumados a trocar de roupa ao chegar ao trabalho, tomar banho no final do dia e voltar para casa.

 É sempre bom reforçar os benefícios do uso da bicicleta:

 Benefício para o meio ambiente (redução de poluição, pouco ruído, menos consumo de combustíveis fósseis, etc), benefícios para o usuário (mais saúde, bem estar físico e mental, preço acessível, baixo custo de manutenção) benefícios para a cidade (menor necessidade de espaço público, infraestrutura barata, adequação da paisagem a escala humana, e não das máquinas, como grandes viadutos e vias expressas responsáveis por inúmeros acidentes em perímetros urbanos).

No Brasil pelo fato do automóvel ser símbolo de prosperidade e diferenciação social, a utilização da bicicleta como modo de transporte acaba sendo depreciada. Para muitos indivíduos esta utilização é considerada constrangedora, utilizando-a apenas para recreação.

por: Camilo Amaral, professor de Arquitetura da UFG / Luiza Antunes, professora de Arquitetura da UFG /  Fernando Chapadeiro, professor de Arquitetura da UEG / Ana Flávia Marú, graduanda em Arquitetura na UFG / Compõem o grupo de pesquisa e extensão Inove Mob.